sexta-feira, 19 de março de 2010

Poema ao meu pai

Como não tenho veia de poeta e revi os meus sentimentos neste poema, tomei a liberdade de o publicar aqui.

Pai mesmo que tu não vejas,

Eu sei que velas por mim,

E todo o bem me desejas!

Se longe de mim estás,


Não foi por creres certamente

Deus te levou paizinho

Gosto de ti mesmo assim...

Se me fizeste nascer,

Mais a minha mãe querida,

Isso não chegou meu pai

Porque deus levou

Para sempre a tua vida!


3 comentários:

  1. Pois partem e fica a dor e a saudade. Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  2. Quando a tristeza vier ao seu encontro, deixe sair dos olhos uma lágrima, da boca um sorriso e do coração uma prece, pois não são covardes os que choram por amor, mas sim aqueles que não amam com medo de chorar..."
    Bom fim de semana
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!
Deixe a sua opinião e partilhe dicas e sugestões!

Uma beijoca da Carla.